eSports | Saiba quem são os 5 jogadores mais bem pagos do mundo

Os eSports estão se tornando cada vez mais populares ao redor do mundo e já atingiram até mesmo a grade normal da TV. A ESPN, inclusive, já apresenta uma programação dedicada ao tema desde fevereiro e a SporTV recentemente realizou a transmissão da final do CBLoL 2017.

O crescimento da popularidade dos e-sports está diretamente relacionado ao aumento das premiações dos torneios, e ainda que os valores sejam menores que os pagos a atletas de esportes tradicionais, os rendimentos destes competidores não são nada mais nada menos que incríveis.

Baseados nos dados mais atuais sobre o assunto, separamos os cinco jogadores mais bem pagos das competições e um pouco da história pessoal e profissional de cada um nos seus respectivos jogos.

5 – Li “iceice” Peng – Único dos cinco melhores sem qualquer ligação com a famosa Equipe Evil Geniuses (EG), o jogador chinês Li Peng, conhecido como “iceice”, tem apenas 22 anos de idade mas já conseguiu juntar aproximadamente 2 milhões de dólares em sua carreira como competidor de Dota 2.

Li começou a jogar profissionalmente na equipe Big God, mas obteve reconhecimento mundial devido as suas vitórias com a equipe Wings, com destaque para o primeiro lugar do time na The International 2016. Apesar do sucesso, “iceice” decidiu dar uma pausa indefinida nas competições desde o final de maio deste ano e seu lugar na lista provavelmente deve mudar em breve.


4 – Clinton “Fear” Loomis – Com quase 2,4 milhões de reais em prêmios e vinte pódios na carreira, Clinton Loomis, conhecido pelo apelido “Fear“, é considerado um dos melhores e mais versáteis jogadores norte-americanos de Dota 2e Defense of the Ancients da última década.

Após vencer o The International em 2015 com a Evil Geniuses, Fear havia se aposentado em 2016 e estava atuando como treinador na equipe desde então. Nos últimos meses a EG perdeu um pouco da sua competitividade, o que fez com que o jogador achasse melhor sair da aposentadoria para retornar à escalação principal.

O fato de conseguir jogar em diversas posições torna-o um dos melhores trunfos do time e garante que ele mantenha ou até mesmo melhore sua posição nesta lista no futuro caso não decida se aposentar definitivamente.


3 – Syed “Suma1L” Hassan – Outro membro vencedor da quinta edição da The International junto da EG, o jovem paquistanês Syed Sumail (“Suma1L”) Hassan é reconhecido até mesmo fora do mainstream dos competidores de e-sports.

A incrivelmente bem-sucedida carreira no Dota 2 de Syed já lhe rendeu uma aparição na revista TIME em 2016 e uma menção no Guinness como o jogador mais jovem a ultrapassar a marca de um milhão de dólares em prêmios. Suma1l acumula mais de 2,5 milhões e não mostra nenhum sinal de parar, o que indica que ele é um forte candidato as primeiras posições deste índice nos próximos anos.

2 – Peter “ppd” Dager – Capitão da EG na The International 2015 e notoriamente conhecido por sua genialidade tática, o americano Peter “ppd” Dager, hoje em dia atua como gestor e administrador da equipe. Entre Dota 2 e Heroes of Newert, Peter já disputou mais de cinquenta torneios e juntou uma quantia aproximada de 2,6 milhões de dólares.

Devido a aposentadoria, a posição de “ppd” nesta tabela também deve cair. Ainda assim, o jogador é conhecido por ser um dos mais humildes em relação aos seus gastos, preferindo poupar seus ganhos, o que sugere que isto não fará muita diferença no seu estilo de vida.


1 – Saahil “UNiVeRsE” Arora – Com mais de 2,8 milhões de dólares em premiações, o americano de 27 anos Saahil “UNiVeRsE” Arora é o jogador mais bem pago de e-sports da atualidade.

Diferentemente da maioria dos outros mencionados por aqui, UNiVeRsE jogou exclusivamente Dota 2 em toda a sua carreira, tendo participado de 64 torneios com 26 pódios até o presente momento.

Apesar de ter começado com a equipe Dignitas em 2013, a maioria das suas principais vitórias, incluindo a quinta edição do International, veio junto da Evil Geniuses. O profissional não demonstra qualquer sinal de que pretende se aposentar no futuro próximo, o que faz com que sua posição na lista esteja assegurada por enquanto.